privada1

Veja 4 motivos para NÃO investir na previdência privada

A previdência privada é uma aposentadoria complementar ao INSS e é fiscalizada pela Susep, orgão do governo federal. Nesta modalidade de previdência você pode escolher o valor com o qual vai contribuir e com que frequência será esta contribuição.

Os planos podem ser de 2 tipos, PGBL e VGBL.

  • Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) – Nesta modalidade, se o valor pago for até 12% da renda bruta anual, pode ser abatido do IR mas quando o dinheiro é sacado o imposto pago é em cima do total que havia no fundo.
  • Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) – Nesta modalidade, o valor não pode ser abatido no IR mas na hora do saque o imposto é cobrado em cima do rendimento e não do total que havia no fundo.

Além disso, é possível escolher entre 3 tipos de renda.

  • Temporária: aqui você recebe por um período de tempo e quando você “passar dessa pra melhor” o beneficio é cortado mesmo que ainda reste algum saldo.
  • Vitalícia: você recebe até morrer e deu! Não importa saldo não importa nada! Morreu acabou!
  • Vitalícia reversível ao beneficiário: você recebe até morrer e depois o dinheiro passa para uma pessoa que é o beneficiário e ele recebe até te encontrar no além. 🙂

Os benefícios da previdência privada são muito alardeados pelas empresas que os vendem. Mas, os problemas e desvantagens não são mencionados e muitas vezes a pessoa só vai saber quando já é tarde.

Neste artigo vou falar sobre 4 desvantagens desse tipo de investimento. São elas…

1 – Altas taxas de administração

privada2

Geralmente elas são explicadas de forma obscura pelos bancos e seguradoras. Existe uma taxa sobre a contribuição que é chamada de taxa de carregamento. Se a contribuição for R$100,00 e a taxa de carregamento for de 2% o total aplicado na verdade é de R$98,00.

Além disso existe a taxa de administração que é cobrada em cima da rentabilidade dos investimentos. Essa taxa costuma variar de 1,5% até 3% ao ano, corroendo boa parte da aplicação.

2 – Alto risco

privada3

Toda a aplicação no tesouro direto tem garantia do Governo Federal. Além disso, se você investir até R$250.000,00 em uma instituição financeira, este valor é garantido pelo FGC (Fundo Garantido de Crédito) que é uma entidade privada sem fins lucrativos que possuem diversas instituições financeiras associadas.

As aplicações feitas em previdência privada não possuem garantia do FGC e muito menos do governo federal. Isso torna o investimento feito em previdência privada muitas vezes mais arriscado até que o investimento em ações.

Pense por exemplo em uma carteira de ações bem diversificada e com boas empresas. Digamos que esta carteira tenha 10 empresas boas. O que é mais fácil dar errado? As 10 empresas falirem ou a seguradora que vendeu a previdência privada?

Pense que a previdência privada é uma aplicação de longo prazo, de uns 20 até 30 anos. A instituição financeira que vendeu o plano deve sobreviver até lá para que você tenha o benefício.

3 – Baixa Liquidez

privada4

Algumas vezes temos emergências e precisamos de dinheiro. Se você mesmo controla seus investimentos e por ventura precisar de dinheiro poderá fazer as contas e sacar uma parte de suas aplicações para este imprevisto.

Se você investe na previdência privada e precisar desse dinheiro antes do momento do resgate, se o plano prever o resgate antecipado ele cobra uma taxa chamada taxa de saída.

Isso deixa o investimento com baixa liquidez pois encarece a saída dele além fazer o investidor perder rendimentos caso precise sacar o dinheiro.

4 – Não deixe a raposa cuidar das galinhas

privada5

Delegando seu futuro para terceiros você vai estar passando o comando das suas finanças para instituições que não têm os mesmos interesses que os seus. Assuma o protagonismo da sua vida! Não terceirize sua aposentadoria para os bancos ou seguradoras. Nem mesmo para o governo.

Você deve aprender a administrar o seu dinheiro sozinho, afinal de contas ninguém melhor para cuidar dele do que você mesmo. Você deve ser o comandante!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *