perfil nao empreendedor

Independência Financeira com Perfil Não Empreendedor

Hoje ouvimos muitas histórias de pessoas que ficaram ricas por causa de seu perfil empreendedor. Mas e se você for uma pessoa com perfil não empreendedor?

Será que dá pra atingir a independência financeira sendo funcionário público ou até mesmo de empresa privada? Se você não for um Carlos Wizard, será que você consegue viver de renda algum dia?

Pra quem não conhece o Carlos Wizard aprendeu inglês com os mórmons e fundou a rede de escolas de idiomas Wizard. Através dela ele se tornou um milionário. Ele também é autor do livro Desperte o Milionário que Há em Você.

Bem, a resposta está no fim do post. Mas até lá vamos ver se você tem o perfil não empreendedor, que está fora de moda. 🙂

Características do perfil não empreendedor

Hoje está na moda ser empreendedor. O problema é que muitas pessoas com perfil não empreendedor acabam querendo empreender por causa desse modismo e acabam ficando frustradas.

Sabe aquele discurso de livros de empreendedorismo que diz que a pessoa fica infeliz trabalhando como funcionário? Pois é, mas acontece que se você não tiver o perfil empreendedor o contrário é verdadeiro.

E não há nada de errado nisso!

Nós estamos na vida para sermos felizes e não para fazer o que está na moda ou ter mais dinheiro que os outros. O dinheiro é importante é verdade, mas existem pessoas ricas e infelizes.

Então, se você quer ser empreendedor apenas para viver de renda depois veja se você tem o perfil empreendedor.

As Características do Perfil Não Empreendedor são:

  • disposição para trocar um projeto por uma remuneração ou cargo maior;
  • não ter disposição para viver sem a garantia da remuneração, e essa sendo como principal requisito para paz de espírito;
  • boa convivência com relação líder-liderado;
  • não se sentem muito confortáveis em assumir grandes riscos;
  • satisfação profissional baseada em boa remuneração, estabilidade e desafios que tornem o trabalho estimulante.

Como você pode ver não existe nada de errado em ter perfil não empreendedor. O que acontece é que hoje a mídia exalta tanto o perfil empreendedor que o pessoal com um perfil não empreendedor se sente como se tivesse um defeito grave.

Se você tiver este perfil não se apavore. Você é perfeitamente normal! E ser empreendedor não é pré-requisito para ser feliz.

OK! Mas é mais fácil ganhar dinheiro empreendendo, não é?!

Não que seja mais fácil, mas existe uma grande vantagem. A escalabilidade!

Em linguagem de empreendedor seria o potencial de crescimento do negócio, é a capacidade de aumentar o faturamento sem aumentar custos.

Se você é um funcionário por exemplo, o seu principal custo é o tempo. Sua escalabilidade pode estar no aumento de seu salário mas esse salário vai chegar a um limite.

Quando esse limite chegar você só vai conseguir aumentar o faturamento (ganhar mais), trabalhando mais tempo. Mas o dia tem 24 horas e você precisa dormir e descansar. Enxergou o limite?

Mas se você tem por exemplo uma padaria e ela já paga a você R$1000,00 por mês você pode montar outra padaria que paga mais R$1000,00 por mês e assim por diante.

Se você tiver 10 padarias terá R$10.000,00 por mês. De forma bem simples, essa é a grande vantagem que eu vejo em abrir um negócio.

Mas existem desvantagens

angry

Muitas das vantagens ditas por aí em ser empreendedor podem até ser desvantagens. Vamos ver algumas.

Não ter chefe é dito como uma vantagem porque você não precisa justificar suas decisões a ninguém. Mas ao mesmo tempo o chefe diz o que você deve fazer, se o que você fizer for certo ou errado não interessa pois seu dinheiro está na conta igual.

Imagine que você é o dono de uma rede lojas e as vendas estão caindo. Ninguém vai te dizer o que fazer! Você deve fazer alguma coisa, e deve saber que coisa é essa.

Outra coisa que também pode ser vantagem e desvantagem é a flexibilidade de horário. Se você precisa solucionar o problema X para seu negócio continuar funcionando você deve solucionar esse problema no tempo que for preciso.

Se você é funcionário vai receber pelo tempo que ficou lá, solucionando ou não o problema. Isso pode ser vantagem ou desvantagem.

Mas afinal, dá pra atingir a independência financeira sem ter o próprio negócio?

o que considerar no fluxo de caixa

A resposta que tenho é SIM!

E eu conheço pessoas que chegaram lá sendo funcionários de empresas privadas.

O único problema é que você vai demorar um pouco mais por causa da tal da escalabilidade. Se você for funcionário e já estiver no topo salarial da empresa o jeito de você aumentar sua renda é através dos seus investimentos.

A medida que seu patrimônio em ações, fundos imobiliários e renda fixa cresce, sua renda aumenta. Para o trabalhador de carteira assinada essa é a escalabilidade.

Ela é um pouco mais demorada do que se você tem um negócio que dá certo (veja bem, que dá certo). Mas a medida que a bola de neve aumenta sua renda vai aumentando proporcionalmente.

Para isso você deve se dedicar a aprender bastante sobre investimentos. Leia livros e faça cursos.

Para saber como juntar bastante dinheiro já escrevi este post.

Era isso, deixe uma curtida se curtiu, e um comentário.

6 comentários em “Independência Financeira com Perfil Não Empreendedor

  1. Não tenho perfil de líder nem de empreendedor, nem perfil para conquistar uma mulher rs.
    Tenho síndrome de asperger. Talvez ser funcionário público seja minha salvação. Pelo menos não vou ter que passar por entrevistas de emprego que nunca me selecionam devido minhas limitações.

    1. Oi Celso,
      Se você é funcionário público e ganha mais do que gasta você tem total conição de atingir a sua indepêndencia financeira. É só dar tempo ao tempo. O quanto você conseguir poupar e investir ao longo do tempo é o que vai determinar isso.
      Desejo sorte para você.

  2. É possível atingir a IF de várias formas, seja empreendendo, seja no serviço público ou na iniciativa privada.

    O ponto crucial está na capacidade de:

    1 – Gastar menos que ganha
    2 – Reduzir passivos
    3 – Aumentar ativos
    4 – Tornar os três pontos anteriores hábito durante a vida

    Empreendendo, há um foco maior em aumentar os ativos, correndo riscos em busca de retorno (bem) maior que a média. A empresa irá gerar custos mensais independentemente de qualquer coisa, como o aluguel do ponto, água, luz, internet, contabilidade, funcionários, matéria prima e impostos (muitos impostos). Em troca disso, quando o negócio de fato dá certo e deslancha, não há limite para os ganhos.

    No serviço público (via concurso) há uma previsibilidade nos vencimentos e estabilidade, o que permite organizadamente atender o primeiro ponto. O crescimento do patrimônio virá dessa diferença, ao longo dos anos porém sem perspectiva de crescimento na carreira ou de aumentos relevantes nos vencimentos. Algo interessante a se observar é que no serviço público os aumentos (quando existem) são sempre inferiores à inflação, o que na prática corrói o salário ano a ano.

    Na iniciativa privada ocorre o meio termo. Não existe a estabilidade do serviço público, porém existe uma perspectiva real de crescimento profissional. No longo prazo, bons profissionais da iniciativa privada irão ganhar mais que no serviço público, porém menos que os donos das empresas para os quais trabalham.

    🙂

    1. Concordo em tudo isso!

      O que me motivou a escrever o post foi que atualmente se da muita enfase ao empreendedor porém existe como alcançar a IF sendo funcionário.

      Muitas pessoas que não tem esse perfil acabam se desmotivando pois acham que para ter a IF é preciso ser um Rockfeller da vida. Entretanto, um simples funcionário tem como alcançar tudo isso fazendo as 4 coisas que voce falou.

      Otimo comentário!

      Obrigado!

  3. Ótimo post. Atualmente vemos um boom de empreendedorismo, o que é saudável e necessário para o desenvolvimento do país, entretanto isso tem trazido alguns extremistas também, como é normal em qualquer assunto, afinal.

    Com toda certeza eu tenho todas as características listadas de um não-empreendedor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *