o investidor inteligente resumo

O Investidor Inteligente Resumo do Livro

Neste post vou escrever sobre o livro O Investidor Inteligente. Na verdade será O Investidor Inteligente resumo  de cada capitulo.

Vou explicar de forma clara e objetiva o que aprendi com cada capitulo do livro. Foi através deste livro que aprimorei muitas ideias que tenho sobre investimento e que exponho nos posts que escrevo aqui no blog.

Além disso, este foi considerado o melhor livro sobre investimentos por nada mais nadas menos do que Warren Buffet. Ele leu o livro na sua juventude (detalhe ele tem mais de 80 anos). Poucos anos atrás foi questionado novamente sobre qual é o melhor livro de investimentos que ele conhece. A resposta foi que este continua sendo o melhor livro de investimentos que ele conhece.

Por isso resolvi escrever sobre O Investidor Inteligente resumo. Mas antes de falar sobre o livro, quero falar um pouco sobre o seu autor. Ele foi escrito por Benjamin Graham, em 1949.

Sobre o Autor

o investidor inteligente resumo

Pra quem não sabe, Benjamin Graham, ou “Ben” Graham, foi o principal mentor de Warren Buffet. Ele é considerado o pai do investimento em valor, estratégia de investimentos que consistem em comprar ações de boas empresas analisando seus fundamentos.

Dizem que ele foi um estudante brilhante. Se formou em economia na Universidade de Columbia com 20 anos.

Recebeu propostas para trabalhar como professor de inglês, matemática e filosofia. Mas no fim das contas acabou indo trabalhar em Wall Street e deixou muitos ensinamentos. Algumas teorias modernas de investimentos são baseadas em seus princípios.

O livro O Investidor Inteligente é a sua principal obra.

Vamos agora ver O Investidor Inteligente resumo de cada capitulo.

O Investidor Inteligente Resumo


Achei este livro bem legal porque acho que ele foi um dos primeiros a ser escrito para o investidor individual. Ele não é um livro voltado para analistas profissionais e nem para gurus de mercado.

No livro, Ben Graham descreve sua estratégia de investimentos baseada na análise dos resultados das empresas. Após escrever o livro, ele continuou reescrevendo e atualizando a obra até 3 anos antes de passar dessa pra melhor.

Agora chega de conversa fiada. Vamos ao O Investidor Inteligente resumo de cada capítulo. Vou descrever resumidamente o que achei mais importante em cada um.

Capitulo 1

Este capitulo define o que é investimento e o que é especulação. Existe uma diferença entre investir e especular e aqui o autor mostra isso falando do investidor agressivo e do investidor defensivo.

Ao investidor agressivo não vou falar aqui mas ao investidor defensivo posso dizer que o livro aconselha a separar os investimentos em títulos públicos e poupança e investimento em ações. Exatamente o que venho falando aqui no blog.

Em períodos de alta o autor aconselha ter menos percentual em ações. Em períodos de baixa ter mais percentual em ações.

Ainda, ele aconselha basicamente 3 coisas.

  • comprar blue chips;
  • ações de bons fundos de investimentos;
  • comprar regularmente ações, por exemplo uma vez por mês;

Confesso que o que eu aplico é uma divisão do meu portfólio em renda fixa e variável. Cada mês eu compro o que está pra trás, independente se ações ou títulos.

Não fico variando o percentual entre mais ou menos ações de acordo com o mercado. Escolho o percentual que quero ter em cada ativo e vou comprando o que está pra trás a fim de manter a carteira no percentual definido.

Capitulo 2

Este capítulo mostra o problemão que é a inflação. E aqui você vai ficar sabendo que ações protegem muito mais seu dinheiro da inflação do que muitos fundos de renda fixa.

Este capitulo é muito bom porque o autor discute alternativas para proteger o dinheiro da inflação. Mas o que aprendi com ele é que no longo prazo, boas ações sempre protegem mais seu dinheiro do que fundos de renda fixa.

Capítulo 3

Neste capítulo o autor comenta 100 anos de mercado americano. Pode parecer meio chato pois no é muita coisa histórica. Mas através dessa historinha o autor fala que o que faz com que o mercado tenha um bom desempenho são:

  • crescimento real das empresas;
  • inflação;
  • disposição dos investidores a correr riscos.

Mas a principal coisa que aprendi nesse capítulo foi que não se deve dar muita importância para previsões de mercado. Na maioria das vezes essas previsões estão erradas.

Capitulo 4

Este capitulo trata basicamente sobre alocação de ativos. Quanto ter em ações? Quanto ter em renda fixa?

Na verdade o autor recomenda que não se tenha só ações. Mas também não se tenha só renda fixa. Ainda, ele sugere um rebalanceamento nos investimentos a cada 1 ano ou 6 meses.

Na verdade, como já falei, vou comprando o que está pra trás do percentual que eu defini. O que aprendi aqui foi que é preciso seguir o que você definiu e pronto!

Capitulo 5

Este achei um dos melhores capítulos do livro, embora eu não siga um conselho dado pelo autor.

Aqui é mostrado o retorno superior dos dividendos no longo prazo. Ainda recomenda que compre ações de empresas consistentes e com boa administração. Também fala para não comprar essas empresas a qualquer preço pois elas podem estar caras. Esse é o conselho que eu não sigo. Se a empresa é boa eu compro e pronto! Já falei sobre isso no artigo da Ambev.

Outra coisa legal é que aqui ele fala pra cuidar com as empresas de crescimento sem resultados. O preço dessas ações crescem sem a empresa dar lucro, mas um tempo depois elas caem. Não sei por que lembrei das empresas X hehehe 🙂

Capitulo 6

Aqui ele fala sobre os grandes riscos do investidor agressivo. O principal deles é entrar em empresas ruins.

Geralmente o investidor busca empresas piores esperando obter retornos maiores. O problema é que quase sempre se quebra a cara com isso. Portanto o melhor é evitar esse tipo de investimento.

Capitulo 7

Neste capitulo é comentado sobre carteira de investimento para o investidor mais agressivo. O que tem bastante tempo de ficar estudando o mercado e querem assumir mais riscos.

Neste confesso que fiz uma leitura mais “dinâmica” pois estou satisfeito com os retornos obtidos. Mas se você tiver interesse,o autor dá alguns conselhos como compra de barganhas e empresas em situações extraordinárias.

Capitulo 8

Neste capitulo é tratado sobre as flutuações de mercado. O autor comenta novamente para não comprar em períodos de alta excessiva (já comentei que não sigo este conselho). Também fala que as previsões sobre o mercado estão geralmente erradas.

O que este capitulo me ensinou realmente é que você deve agir sobre o que você controla. Como você não controla o mercado não é muito inteligente ficar adivinhando.

Não se importe em superar o mercado. Foque nos seus objetivos pessoais (percentual da carteira e compras programadas). Isso você controla, mas sobre o mercado você não tem controle nenhum.

Capitulo 9

Este capitulo trata sobre fundos de investimentos. Não teve muita utilidade prática pra mim. Por isso não vou entrar em detalhes sobre O Investidor Inteligente resumo do capitulo 9.

Mas uma coisa legal é que o autor fala que os fundos de investimentos trouxeram um benefício para as pessoas. O hábito de poupança.

Capitulo 10

Neste capitulo o autor fala sobre aconselhamento financeiro. Ele fala sobre os diversos conselheiros que aparecem para o investidor.

O que acho sobre isso tudo é que o melhor conselho financeiro é aprender sobre finanças.

Capitulo 11

Neste capitulo o autor mostra uma visão geral sobre seus conceitos para a análise de empresas. Ele vê quantas vezes o lucro é maior que os custos, tamanho da empresa, valor dos seus ativos e etc.

É um capitulo bom. Deve ser lido com calma. Me serviu para muitas coisas.

Capitulo 12

Aqui o autor analisa o lucro por ação. Mostra que o lucro por ação divulgado pode ser um mas a verdade pode ser outra. Dá algumas dicas para verificar maquiagem de balanços a respeito disso.

Ainda, dá 2 conselhos.

  • não se basear apenas no lucro anual;

não deixar de ler as notas explicativas.

Capitulo 13

O capitulo 13 prepara o terreno para o capitulo 14. Nele o autor analisa 4 empresas com base em alguns critérios como consistência dos lucros nos últimos 10 anos e posição financeira.

Dessa análise o autor extrai alguns critérios de performance. Esses critérios ele explora melhor no capitulo 14.

Sendo assim O Investidor Inteligente resumo do capitulo 13 fica por aqui.

Capitulo 14

Aqui é falado sobre a seleção de ações para a carteira. Seleção essa que, de acordo com Benjamin Graham, deve levar em consideração os aspectos abaixo.

  • tamanho da empresa;
  • crescimento dos lucros;
  • relação preço por lucro (esse eu ignoro);
  • relação preço valor patrimonial (esse eu também ignoro);

O autor fala que o preço atual deve ter uma margem de segurança para compensar imprevistos futuros. Também fala para não desperdiçar muita energia selecionando as melhores ações, e sim diversificando.

Como já falei, algumas idéias desse capitulo eu aplico e outras não. Os indicadores baseados no preço eu não levo em consideração, portanto não fico calculando margem de segurança. Foco em saber se a empresa é boa ou não.

É meio estranho mas faço um pouco ao contrário do que o autor aconselha. Mas alguns conceitos desse capitulo eu aplico como por exemplo o crescimento dos lucros.

Quando escrevi O Investidor Inteligente resumo, me senti em conflito ao escrever este capitulo. 🙂

Capitulo 15

Este capitulo fala sobre seleção de ações para o investidor agressivo.

Resumindo em 2 tópicos é o seguinte.

  • compra de ações negociadas abaixo dos múltiplos;
  • compra de ações negociadas com valor abaixo do patrimônio.

Não aproveitei nada daqui. Mas se você quiser ser mais agressivo talvez este capitulo seja útil para você.

Capitulo 16

Este capitulo não foi muito prático pra mim. Também não falarei muito sobre O Investidor Inteligente resumo do capitulo  16.

Ele fala sobre outros títulos conversíveis em ações e acha isso ruim. Como não invisto em nada disso passei batido por aqui e não sei nem como resumir direito o capitulo.

Capitulo 17

Diferente do capitulo 16, este já foi bem útil pra mim. Aqui é analisado 4 tipos de empresas.

  • companhia grande que quebra;
  • conglomerados;
  • fusão onde uma empresa que dá menos lucro controla a outra;
  • uma abertura de capital furada.

Este capitulo achei um dos melhores. Aprendi muito! Tudo isso é analisado em detalhes. Mas a mais importante lição que tirei desse capitulo foi que as empresas ruins existem. Você deve ter a capacidade de analisar as empresas e fugir dessas empresas ruins.

Capitulo 18

Esse é mão na massa!

O autor pega 8 pares de empresas de setores diferentes e analisa aplicando todos os seus critérios. Ele vai a fundo até mostrar que uma empresa atende seus critérios e outra não.

Ele mostra a análise sobre lucratividade, composição acionária, capacidade financeira… enfim. Coloca os seus conceitos em prática!

Também achei um dos melhores capítulos! Vale a pena estudar este capítulo.

Não vou resumir mais porque senão O Investidor Inteligente resumo, não vai ser tão resumido assim.

Capitulo 19

Este capitulo mostra a relação entre administradores e acionistas quanto à política de dividendos da companhia. Mostra empresas que pagam dividendos e que não pagam (nos EUA algumas não pagam e no Brasil o pagamento é obrigatório).

Além disso fala sobre subscrição de ações, split e recompra de ações.

Capitulo 20

Este capitulo mostra a fundo o conceito mais importante de Ben Graham, e que por ironia do destino eu não aplico: a margem de segurança.

A margem de segurança para Graham, é o que faz toda a diferença. Seria a proteção contra riscos futuros que poderiam ocorrer com a empresa. Com este conceito é que o autor vê se a ação está cara ou barata.

Como só seleciono empresas e vou comprando a qualquer preço, não vou entrar em mais detalhes. Mas se você está interessado em saber sugiro que leia o livro pois está tudo explicado aqui.

Conclusão

Bem, como você pôde notar, alguns conceitos do livro eu aplico e outros não. Digamos que eu use uns 50% do que diz o livro. Mas não uso o conceito principal do autor que é o da margem de segurança.

Mas acho que este é um livro fantástico sobre investimentos. Lendo ele você tem a noção do que é investimento e do que é especulação. Também aprende que na maioria das vezes as previsões estão erradas porque o mercado é imprevisível.

Foi por isso que resolvi escrever sobre O Investidor de Inteligente resumo. Pois embora eu não aplique o principal conceito do autor, várias idéias sobre investimentos que estão neste clássico eu aplico.

E você? Já leu o livro? Se não leu sugiro que leia. Se já leu, aplica todos os conceitos? Ou só alguns? deixe o seu comentário.

 

4 comentários em “O Investidor Inteligente Resumo do Livro

    1. Obrigado!
      Na verdade vi que tinha muitas pesquisas pelo resumo desse livro e resolvi fazer o resumo. Como tinha vários sites com o resumo do livro também, resolvi colocar o meu resumo dizendo o que eu aplico e o que eu não aplico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *