stock1

Não invista em ações sem ler estes 5 conselhos

Hoje em dia é muito fácil ter ações. Você abre uma conta em uma corretora transfere uns 200 reais e logo começa a comprar ações. O problema é que isso é tão fácil que muitos começam a investir no “chutômetro” e é aí que começam os primeiros prejuízos.

Nesta postagem vou dar 5 conselhos que julgo importante antes que você comece a investir no mercado de ações. É importante frisar que isso é o que acho básico, mas não é tudo. Você deve sempre continuar aprendendo sobre este mercado para sobreviver nele.

Então vamos lá!

1 – Saiba o que você está comprando

stock2

Saiba que ao comprar uma ação você tem um pequeno pedaço de uma companhia. Muitas pessoas agem como se as ações fossem apenas um número no computador que fica aumentando e diminuindo. é bom saber que por trás de uma ação existe uma empresa, e esta empresa pode estar indo bem ou não.

Saiba o que é uma ação, quais os tipos de ações existentes e como vai a empresa e o negócio por trás dela. É bom saber se você está comprando uma expectativa ou um negócio sólido já em andamento.

2 – O objetivo principal deve ser a formação de patrimônio

stock3

Embora você possa ganhar bastante dinheiro com trade (operações de compra e venda), o lucro do trade deve ser investido no seu patrimônio. A formação de patrimônio deve ser sempre o alvo principal, não importa a estratégia que você siga.

Os grande traders aplicam os lucros de suas operações no seu patrimônio. Você não vai conseguir viver de trade, mas se você trabalhar, poupar e investir formando um bom patrimônio em ações e outros ativos um dia você vai conseguir viver da renda gerada por esse patrimônio.

3 – Não gire patrimônio

stock4

Quando você vê notícias sobre investimentos ou fala com corretores, você é incentivado a ficar migrando de um investimento para outro em pouco espaço de tempo.

É só ver o que é dito:

  • A empresa A está ruim, agora a B é que está boa! Vamos vender tudo de A e comprar tudo de B.
  • A bolsa está ruim, agora o bom é a renda fixa! Coloquem tudo na renda fixa.

O sistema vai sempre incentivar você a ficar pulando de galho em galho, e sabe por quê? Porque é assim que eles ganham dinheiro. Nas transações de bolsa o governo ganha com impostos e as corretoras com as taxas de corretagem, por isso quanto mais transações você fizer mais dinheiro eles ganham.

Distribua seu capital entre empresas boas e entre outros ativos de renda variável e renda fixa. Se for fazer trade use sempre um dinheiro que não vai fazer falta para você e nem abale você emocionalmente. Faço o seu trade mas nunca comprometa seu patrimônio na operação. Lembre-se, ninguém vive de rolo!

4 – Tenha uma estratégia

stock5

Não saia atirando no escuro! Saiba o que comprar, para isso existe a análise fundamentalista, estude-a. Ela ´que vai te dizer o que comprar e quais as empresas devem ser descartadas logo no início. Aprenda a interpretar demonstrações financeiras.

Se for fazer trade estude também a análise gráfica. Ela vai te dizer quando entrar e sair de uma operação. Ao fazer um trade você deve definir a que preço comprar e a qual preço vender.

Você pode combinar a análise fundamentalista com a análise gráfica usando a primeira para saber quais ações ter e a segunda para fazer trades e aplicar o lucro da operação no seu patrimônio. No entanto, tenha noção de que o trade é uma operação separada que pode resultar em lucro ou não, e o patrimônio deve ser conservado e acumulado ao longo do tempo. Nunca, jamais comprometa seu patrimônio fazendo trade.

5 – Não faça trade com ações de empresas ruins

stock6

Imagina se você analisa um gráfico e vê que a ação da empresa Mutretas & Trambiques está prestes a subir. Você então separa uma parte pequena do seu capital para comprar a ação e vende-la em umas duas semanas. Você sabe que esta empresa tem negócios duvidosos e tem prejuízo atrás de prejuízo, mas mesmo assim você decide arriscar.

Passado as duas semanas o preço da ação caiu pela metade, você não conseguiu vender e ainda ficou com uma ação de uma empresa ruim. Se a empresa ao menos fosse boa, não teria problema se o preço caísse pois por trás dessa ação existiria um negócio sólido e que com o tempo o preço poderia subir novamente.

Lembre-se da frase do investidor Warren Buffet: “Se uma empresa não é boa o suficiente para ter uma ação dela por 10 anos, é melhor não tê-la por 10 minutos“.

 

Estes são 5 conselhos que me evitariam alguns prejuízos se eu tivesse escutado eles quando comecei a investir e que hoje eu diria para que quer começar. E você o que segue? Deixe seu comentário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *