dividendosguiadefinitivo

Dividendos: O Guia Definitivo

Ao comprar ações de uma empresa você se torna sócio dessa empresa. Com isso você tem o direito de parte do lucro dessa empresa. Essa parte do lucro que vai para você e os outros investidores na proporção das ações que cada um tem são os dividendos.

Neste artigo vou explicar tudo o que é importante para o pequeno investidor saber sobre os dividendos. Continue lendo e você saberá de forma simples e objetiva os tópicos abaixo.

  • Por que as empresas pagam dividendos;
  • Dividendos x JSCP;
  • Processo de pagamento;
  • Dividend Yield;
  • Payout;
  • Como selecionar empresas de dividendos;
  • Pontos importantes;
  • Considerações finais.

É muita coisa né? Mas não se preocupe, serei simples e objetivo nas explicações. Portanto, continue lendo e fique por dentro de tudo!

Por que as empresas pagam dividendos

Bem, vamos pensar o seguinte. O que as empresas podem fazer com o lucro obtido de suas operações? Depois de pagar todos os funcionários, todas as despesas e custos de produção, o que fazer com o dinheiro que sobrou? Bem, só existem as seguintes opções.

  • Usar para expandir as atividades da empresa;
  • Pagar dívidas de empréstimos;
  • Recomprar as ações;
  • Deixar dinheiro no caixa para incertezas;
  • Distribuir o dinheiro para os sócios.

Quando o conselho de administração da empresa se reúne, eles decidem o que será melhor para a empresa. Assim, se não há nenhum investimento melhor para fazer o dinheiro pode ser distribuído entre os sócios para que eles usem como bem entendam. 🙂

No Brasil existe uma lei que obriga as empresas a pagar no mínimo 25% de lucro. Esses dividendos podem ser distribuídos com periodicidade anual, semestral, trimestral… Depende de cada empresa.

Se a empresa paga um dividendo de R$ 0,50 significa que a empresa está pagando esse valor para cada ação. Logo, se você tem 100 ações vai receber R$50,00. Isso faz com que cada investidor receba proporcionalmente ao valor que cada um investiu.

Dividendos x JSCP

O JSCP são os Juros Sobre o Capital Próprio. Enquanto que os dividendos são isentos de IR, para os JSCP há uma cobrança de 15% sobre o valor distribuído. Assim se a empresa anunciar que vai distribuir R$1,00 de dividendos você recebe R$1,00. Se a empresa anuncia que vai distribuir R$1,00 de JSCP você recebe R$0,85.

Para a empresa é mais vantajoso distribuir JSCP pois esse valor reduz a base de cálculo do IR a ser pago por ela. Entretanto existe um limite que pode ser distribuído sob forma de JSCP. Por isso as empresas distribuem parte em JSCP e parte em dividendos.

Processo de pagamento

calendariodividendos
Fique atento às datas!

Após a aprovação da distribuição dos dividendos existe um comunicado formal ao mercado. Este comunicado é feito com bastante antecedência mas cada empresa segue seu próprio cronograma. Neste cronograma existen 3 datas que devem ser consideradas.

Data da Aprovação

É a data do anúncio do pagamento. É nesta data que são anunciadas as outras datas.

Data Ex

É data a partir da qual as ações compradas não terão mais direito de receber os dividendos. Por exemplo, se uma empresa diz que a data ex é dia 10 de maio os investidores que comprarem ações da empresa até 10 maio recebem dividendos. A partir dessa data, quem comprar novas ações não terá mais o direito ao dividendo anunciado.

Em contrapartida, quem tinha ações em 10 maio mas vendeu dia 11, tem o direito a receber. A data ex diz respeito as posições de cada acionista naquela data específica.

Data do Pagamento

É a data em que o pagamento será feito. A data em que o dinheiro entra na conta do acionista.

Dividend Yield

O dividend yield é um indicador usado pelos investidores para ver qual o retorno que a empresa da em dividendos em relação ao preço em que ela está custando. Seu cálculo é feito dividindo a quantidade de dividendo paga anualmente por ação pelo preço da ação.

Por exemplo, se uma ação pagou R$3,00 em 1 ano e custa R$100,00 então o seu dividend yield é de 0,03 ou 3%. Por levar em conta a cotação da ação, este indicador pode ser distorcido. Se por exemplo o preço de uma ação sofre forte desvalorização ou valorização, o dividend yield fica distorcido.

Payout

O payout da empresa é o percentual do lucro que a empresa distribui para os acionistas. Imagine que uma empresa possuir 100 milhões de ações no mercado e o lucro dela foi de 100 milhões de reais. Após reunião, o conselho aprova a distribuição de R$0,50 por ação.

Isso quer dizer que a empresa vai distribuir 50 milhões de reais em dividendos. Neste caso o payout dessa empresa é de 50%.

Como selecionar ações que pagam bons dividendos na bolsa?

Como encontrar empresas que pagam bons dividendos
Como encontrar empresas que pagam bons dividendos?

Se o seu objetivo é investir em ações que pagam bons dividendos, você deve atentar para alguns fatores. Entretanto, você deve olhar antes dos dividendos se a empresa é boa. Se o lucro é consistente, se ela não está endividada e se o negócio por trás da empresa é sólido.
Empresas boas geralmente possuem uma vantagem competitiva que as fazem elas se destacarem das outras. Lembre-se, não há nada de errado em investir em empresas de dividendos, contanto que a empresa seja boa.
Mesmo com empresas boas de dividendos, é bom que você mescle a sua carteira com ações de crescimento. Isso é bom porque as ações de dividendos não crescem muito pois distribuem grande parte do lucro. Identificadas empresas boas você deve focar nos tópicos abaixo.

Payout alto, mas de preferência até uns 75%

Uma empresa com perfil de boa pagadora de dividendos distribui um grande percentual do seu lucro. Se a empresa tem um payout maior que 50% ela é uma empresa com perfil de dividendos. Acontece que payout muito alto não sobra muito para a empresa expandir o negócio. Sendo assim, se a companhia distribui muitos dividendos pode deixar seu caixa comprometido caso aconteça algum imprevisto.
Empresas de telecomunicações e energia elétrica geralmente tem um payout alto. A AES Tietê por exemplo, distribuía 100% dos seus lucros pois não tinha para onde expandir seus negócios. Verifique se a empresa está distribuindo o dividendo de forma saudável e não somente para agradar o acionista.

Dividendos crescentes ou no mínimo estáveis

Boa performance passada não é garantia de boa performance no futuro. Mas um bom currículo sempre ajuda. Eu prefiro ver se os dividendos pagos são crescentes ou no mínimo estáveis. Se forem crescentes melhor!
Desconfie de grandes quantidades de dividendos pagas de uma só vez. As vezes são empresas que estão distribuindo algum ativo que foi vendido na forma de dividendos ou algum lucro excepcional em meio a um mar de maus resultados.

Dividend yield entre 6% e 12% é bom

O dividend yield pode ser um indicador distorcido mas geralmente ajuda na hora de selecionar as empresas de dividendos. Ele deve ser alto mas nem tanto. Se o dividend yield é muito alto pode ser porque o preço da ação desabou. E por que ele desabou? Boa coisa não deve ser, pois o mercador não é burro.
Em 2011 a Eletropaulo tinha um dividend yield de 25%. Ele estava alto por que estava as vésperas da revisão tarifária. Quando veio a revisão em 2012 o preço das tarifas baixaram, os lucros minguaram e os dividendos se tornaram bem baixos.

Pontos importantes

Existem alguns pontos importantes sobre dividendos e que muitos investidores não levam em consideração. Escrevi um artigo falando de 3 pontos importantes a levar em conta, para ler este artigo CLIQUE AQUI. Resumindo, esses pontos são:

  1. O dividendo não é prêmio: Se uma ação está R$10,00 e distribui R$1,00 de dividendo o preço dela ficou R$9,00. Dos R$10,00 que ela tinha tirou R$1,00 e transferiu para o acionista.
  2. O dividend yield alto é perigoso: Isso já foi comentado anteriormente. Se o dividend yield de uma ação é muito alto pode ser porque o preço dela despencou. Se despencou é porque pode ter algum problema que você não sabe.
  3. Para fazer trade o dividendo não importa: para quem faz trade pouco importa o dividendo da empresa.

Além disso existem casos em que o dividendo pode ser maior que o lucro. Isso mesmo, mais de 100% do lucro. Isso é possível porque no lucro contábil a depreciação e amortização é descontado. Assim, se o dinheiro que foi para o caixa é 100 e a depreciação e amortização de equipamentos é 2 o lucro fica 98 mas a empresa tem em caixa 100. Isso acontecia com a AES Tietê, não era raro o dividendo trimestral ser maior que o lucro.

Nem sempre receber o dividendo pode ser melhor

Outro ponto importante é saber se é mais vantajoso, em termos de retorno para o acionista, se é melhor distribuir o lucro ou reinvestir. Se a empresa vem apresentando alto retorno sobre seu capital próprio é melhor reinvestir.

O indicador que mede o retorno sobre o capital próprio é o ROE (Return on Equity). Ele é um percentual do lucro líquido em relação ao patrimônio líquido da empresa.

Imagine por exemplo uma empresa que tem patrimônio líquido de R$ 100 milhões. Se em 1 ano ela lucrou R$ 20 milhões então seu ROE é de R$ 100 milhões.

Se uma empresa tem um ROE alto, mais de 30%. É melhor ela distribuir dividendos ou reinvestir e continuar com o retorno de 30% ao ano?

Isso depende é claro dos objetivos do acionista. Se você quer renda extra em dividendos o melhor é distribuir. Entretanto, se você quer um alto retorno o melhor seria talvez o reinvestimento.

Considerações Finais

Agora que você sabe o necessário sobre dividendos, procure ir atrás de informações para garimpar empresas de dividendos e mesclar com o resto dos seus investimentos. Para encontrar essas informações você pode ir nos sites das empresas de capital aberto na parte de Relações com Investidores. Lá todas essas informações podem ser encontradas, bem como todos os relatórios da empresa.

A pagina da bolsa em também tem muitas informações a respeito. Você podê acessar a Bovespa e procurar as informações na seção de empresas listadas. Além disso existe o site Fundamentos onde existem dezenas de dados para que você possa fazer uma análise fundamentalista.

Ainda, para conferir o calendário de dividendos existe um site muito bom. É o site do Dividendobr, lá você encontra a agenda de todos os proventos que foram e serão distribuídos pelas empresas da Bovespa. Eu particularmente consulto as datas por lá.

É isso aí, espero que tenha gostado do artigo. Se você mesmo do artigo me ajude a divulgar. Compartilhe no Facebook clicando AQUI. Compartilhe também no Google + clicando AQUI e no Linkedin clicando AQUI. Não se esqueça também de deixar seu comentário.

2 comentários em “Dividendos: O Guia Definitivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *