fii4

Como Diversificar Os Investimentos

Antes de falar como diversificar os investimentos falarei o porquê de diversificar. A velha discussão é se devemos diversificar ou concentrar os investimentos.

A sabedoria popular diz: “não coloque todos os ovos na mesma cesta”.

Já o tão conhecido no mundo dos investimentos, Warren Buffet diz: “coloque todos os seus ovos na mesma cesta e vigie a cesta”.

Diante desse impasse, o que nós meros mortais, devemos fazer?

Bem, o próprio Warren Buffet já diz que a diversificação é a proteção do ignorante. E, na minha opinião, se você não é um gênio das finanças como Warren Buffet, você deve admitir a sua ignorância.

Isso mesmo, eu que estou escrevendo não sou um gênio das finanças, por isso, se eu quiser ganhar dinheiro investindo devo reconhecer minhas limitações. Afinal de contas, eu não sei tudo o que se passa nas empresas e fundos nos quais eu invisto. O que eu sei, todo mundo sabe.

Se você é um gênio, este post não vai te ajudar em nada mas, se você é um ignorante como eu sugiro que você diversifique. Sendo assim, este post vai falar pra você como diversificar os investimentos.

Mas afinal, como vou diversificar os investimentos?

Para diversificar os investimentos sugiro que você siga os 4 passos passos abaixo.

  1. Defina o percentual que você quer ter em renda fixa e renda variável;
  2. Defina o percentual que você quer ter em cada ativo de renda fixa;
  3. Defina o percentual que você quer ter em cada ativo de renda variável;
  4. Aloque seus ativos mensalmente, comprando o que está para trás.

Vamos aos detalhes para entender melhor.

1 – Quanto ter em renda fixa e renda variável?

diversificar os investimentos

Para diversificar os investimentos você deve responder essa pergunta. Mas, a resposta para essa pergunta só você pode saber. Entretanto, comece pensando primeiro o quanto você deve colocar em renda variável.

Quanto ter em renda variável?

Se você coloca por exemplo 80% na bolsa por exemplo, e ela cair por 3 anos seguidos e você não se abalar emocionalmente e financeiramente, este é um bom percentual.

Se você coloca 40% na bolsa e em 1 mês ela cai e você quer ou precisa vender tudo, então você deveria colocar menos em renda variável.

A quantidade de dinheiro que você deve ter em renda variável deve ser tal que, se os seus ativos caírem muito durante muito tempo você não se sinta abalado. Isso não deve afetar a sua vida. E você não deve ficar estressado emocionalmente. Cair faz parte, assim como subir. Por isso você deve diversificar os investimentos.

Por tanto, olhe para o seu dinheiro e defina qual o percentual dele colocar em renda variável. Esse percentual deve ser um valor que, se tudo baixar por muito tempo você não seja afetado emocionalmente e financeiramente.

E a renda fixa?

Depois que você já definiu o percentual da renda variável, o resto coloque na renda fixa. Mas muito importante. Deixe um dinheiro em uma conta para manter seus gastos. Além de diversificar os investimentos você precisa continuar vivendo. 🙂

2 – Definindo os percentuais de ativos em renda fixa

diversificar os investimentos

Para definir isso, você deve saber como você gasta. Qual o seu custo de vida, quanto custa manter o estilo de vida que você leva. Sabendo isso você pode separar seus ativos de renda fixa por ordem de liquidez.

Se por exemplo o seu gasto mensal é de R$1.500,00 e você tem R$15.000,00 em renda fixa o bom seria manter na conta corrente uns 3 meses de gasto, ou seja uns R$4.500,00.

Com os R$10.500,00 restantes você pode dividir de acordo com a liquidez que você precisa. Se precisa de bastante liquidez pode deixar uns R$6.500,00 em um fundo com taxa baixa ou em LFT por exemplo e o resto em NTN-B Principal com um vencimento de sua preferência.

Em fim, aqui você deve distribuir o dinheiro de acordo com a sua necessidade de liquidez e custo de vida. Lembre-se de que se você não precisa de muita liquidez e tem uma renda alta (um alto salário por exemplo) então você pode deixar mais dinheiro em NTN-B Principal e resgatar no vencimento que assim você ganha mais.

Se por acaso você tem uma renda perto de suas despesas o melhor seria colocar mais dinheiro em LTN. Se você precisar resgatar para um imprevisto pode tirar sempre com lucro.

Se você não está muito familiarizado com o Tesouro Direto ou não está entendendo o que estou escrevendo sugiro uma leitura nos artigos da sessão Tesouro Direto do blog.

3 – Como diversificar em renda variável

diversificar os investimentos

Para diversificar em renda variável você deve levar em consideração o quanto você quer nesse momento receber de renda passiva e o quanto você quer receber depois. O depois seria o tempo no qual você vai realmente desfrutar dos benefícios dos seus investimentos.

Em renda variável divida seus ativos em fundos de investimentos imobiliários, os populares FIIs, e ações. Se você quer ter mais renda agora pode ter mais FIIs. Se quer ter mais renda depois, pode ter mais ações.

Fundos Imobiliários

Os fundos imobiliários vão dar pra você renda mensal. Você compra a cota e já passa a receber os proventos. Entretanto, eles não guardam muito dinheiro para reinvestir no seus negócios e no longo prazo você pode continuar tendo a mesma renda, somente corrigida pela inflação (reajustes dos aluguéis dos imóveis).

Se você precisa de um complemento de renda para agora, pode ter tipo uns 60% em FIIs e 40% em ações. A medida que você vai precisando de menos renda mensal pode ir aumentando sua posição em ações.

Os FIIs podem ser um excelente instrumento para aumentar a sua renda mensal. Já falei disso neste artigo. Entretanto, eles não tendem a aumentar muito de patrimônio ao longo do tempo. Isso acontece mais com as ações.

Ações

As ações são os melhores investimentos para ganhar no longo prazo. Já falei disso no artigo Melhor Investimento no Longo Prazo. O problema é que para ter uma boa carteira de ações é preciso ter paciência e dedicar um tempo ao aprendizado.

Por causa disso, a maioria acaba desistindo ou não querendo investir em ações. Com isso, essas pessoas tem um retorno sobre o investimento muito próximo da inflação. Se você tem ações de boas empresas então suas chances de ter um retorno acima da média aumentam muito.

Isso acontece por que por trás das ações existem empresas. Essas empresas expandem seus negócios e por isso o preço de suas ações no longo prazo tendem a seguir os lucros dessas companhias.

Aqui, vale novamente lembrar que se você quer mais renda agora pode comprar ações de empresas que pagam mais dividendos. Se quiser ganhar mais depois pode comprar ações de empresas com vantagem competitiva. Você é quem escolhe o que é melhor pra você.

4 – Alocando seus ativos de acordo com seus objetivos

diversificar os investimentos

Digamos que você definiu o que quer. Vai ter por exemplo a seguinte alocação.

  • 50% em renda fixa e 50% em renda variável;
  • na renda fixa vai ter 50% em LFT e 50% em NTN-B Principal;
  • na renda variável vai ter 50% em FIIs e 50% em ações.

O que acontece é que ao longo do tempo você vai ganhando mais dinheiro com o seu trabalho e gastando com suas despesas e o seu patrimônio em renda fixa e renda variável oscila (em renda fixa sempre aumenta).

Com isso fica impossível manter os percentuais estáticos. Sempre vai estar alguns ativos mais que o 50% e outros menos do que isso. O que fazer então? Simples! Todo o mês compre o que está para trás do 50%.

Por exemplo, depois de 1 mês que você aplicou a bolsa subiu. Você olha e vê que tem 55% em renda variável e 45% em renda fixa. Então você deve pegar o seu dinheiro que poupou no mês, sobra de salário, dividendos, proventos etc e colocar em renda fixa.

Na renda fixa você vê que tem 52% em NTN-B Principal e 48% em LFT. Então você deve pegar esse dinheiro e comprar LFT.

No outro mês a bolsa caiu. Então você tem mais renda fixa. Nesse caso vê que está com mais em FIIs do que em ações por exemplo. Você deve comprar ações. Qual ação? A que estiver para trás.

Se você definiu que quer ter 5 empresas com 20% em cada e a ação da empresa A está com 15% então compre a açã da empresa A.

Conclusão

Se você não é um gênio das finanças você é um ignorante, pois não sabe exatamente o que se passa com os ativos que você investe. Nesse caso para ganhar dinheiro investindo você deve assumir sua ignorância. Sabemos que a proteção do ignorante é a diversificação, por isso você deve diversificar os investimentos.

Primeiro defina o quanto você quer ter em renda variável e o resto coloque na renda fixa. Seus ativos de renda fixa devem ser alocados de acordo com a sua necessidade de liquidez. Já seus ativos de renda variável devem ser alocados em FIIs e ações de acordo com a sua necessidade de renda agora ou depois.

Definidas as quantidades de FIIs, ações, e títulos você deve investir seu capital de acordo com isso. Com o passar dos meses vá realocando comprando o que estiver para trás do seu percentual definido. Note que com isso você tende a comprar os ativos que estão em baixa.

Seguindo essa estratégia ao longo do tempo você tende a aumentar seu patrimônio controlando os riscos. Isso é um exemplo do que se chama de alocação de ativos.

Existem muito mais detalhes sobre como alocar seus ativos de maneira inteligente seguindo seu perfil e suas necessidades. Você pode aprender mais sobre alocação de ativos com o e-book alocação de ativos do Henrique Carvalho. Baixe o primeiro capítulo GRÀTIS clicando AQUI.

Espero que você tenha gostado. Não esqueça de deixar um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *