ações ambev

Ações Ambev, Ainda Vale a Pena Investir?

Neste post vou falar sobre as ações Ambev. Recentemente li um relatório da Suno Reserch sobre as ações Ambev e sobre recomendações. Também andei notando alguns posts em outros blogs sobre a Ambev e muita discussão na web sobre se ainda vale a pena investir.

Motivado com o assunto resolvi também escrever sobre isso. Neste artigo vou falar também um pouco sobre o relatório da Suno, de forma resumida. Mas antes vamos saber mais um pouco a cerca da Suno Research.

Quem é a Suno Research

suno

A Suno Research é uma empresa de analise independente que faz relatórios e análises sobre investimentos em renda variável. Ela costuma fazer recomendações de ações para investir.

Segundo o site da Suno, eles seguem a filosofia do Value Investment e do ganho com dividendos. Estudam o mercado em busca de ações e fundos imobiliários para que seus clientes possam investir.

Para saber mais sobre a Suno você pode acessar o site deles clicando aqui. Para acessar o relatório das ações Ambev feito por eles você pode clicar aqui.

Agora vou resumir o relatório deles sobre a Ambev.

Resumo do Relatório da Suno Research para Ações Ambev

O relatório é bem completo. Sugiro a leitura!

Primeiro ele começa falando do histórico da empresa. Ela nasceu da fusão da Brahma com a Antárctica (a do pingüim lembra?) em setembro de 1998.

A partir de 2003 ela começa uma forte expansão para além do Brasil. Ela passou a atingir países sul americanos como Argentina, Bolívia, Uruguai e Paraguai. Mais tarde ela passou a operar também no Canadá.

Hoje a Ambev atua em 18 países.

Estrutura Societária

Nome % Ações ON
Interbrew International Bv 53,71
Ambrew S.A 8,14
Fahz – Fundação Antônio e Helena Zerrener Inb 10,00
Outros 28,02
Ações em Tesouraria 0,12

Histórico de Resultados

Sobre o histórico de resultados eles falam os fatos. A empresa sempre mostrou ótimos resultados, lucro consistente e em tendência de crescimento, margens altas enfim exatamente como eu falo no post “Como escolher empresas para investir [5 dicas]“.

Em 13 anos a empresa multiplicou por 10 o seu lucro. Nada mal!

O relatório destaca muito o alto crescimento com a distribuição de dividendos. Dividendos estes distribuídos com yield baixo. Exatamente como falo no item 3 do post “Veja 3 verdades sobre dividendos que você não sabia“.

É falado também sobre os destaques das altas margens da companhia. Isso se dá pela eficiência da empresa em cortar custos e despesas desnecessárias. Assim ela consegue crescer mesmo já tendo um grande market share e uma operação madura.

Contudo, no relatório eles frisam que o desempenho recente da companhia não têm evoluído. Em 2016 houve uma queda de quase 10% no lucro líquido com relação a 2015. Um dos principais motivos dessa queda é o aumento no custo dos produtos vendidos (CPV). Isso ocasionou uma receita líquida menor.

No primeiro trimestre de 2015 houve um aumento de quase 15% no CPV e uma queda de 2,8% na receita líquida. O resultado financeiro também foi pior e o o lucro líquido do trimestre teve queda de 20,1%.

Por fim, eles finalizam essa parte com o seguinte:

Entendemos que os resultados deverão continuar pressionados em 2017, mas alguma melhora em termos de volumes poderá ser notada no Brasil, com uma recuperação no consumo, e um alívio no CPV, por conta das recentes quedas acentuadas da inflação, e isso deverá colaborar modestamente no resultado de 2017.

De qualquer forma, as nossas expectativas de curto prazo não são animadoras, por conta de um consumo ainda retraído no Brasil.

Retorno ao Acionista e Gestão

açõ

Nesta parte é comentado que nos últimos 20 anos as ações Ambev foi um negócio excepcional. Desde o ano 2000 o fluxo de dividendos se multiplicou por mais de 15 vezes. Além disso o acionista viu grande evolução patrimonial, sendo as ações Ambev umas das que mais valorizaram desde o Plano Real.

Como causa desse crescimento é enfatizada a boa gestão da empresa. Existe uma forte cultura de meritocracia onde são pagos altos bônus quando metas são atingidas, desde o trabalhador da fábrica até os executivos. Essa filosofia foi essencial para a criação de valor ao acionista.

Riscos

Nessa parte o relatório fala sobre os riscos envolvidos ao se investir na companhia.

  • Risco de Perda de Market Share e Concorrência;
  • Envelhecimento da população (idosos bebem menos);
  • Risco de Políticas anti-álcool e intervenção do governo.

Recomendação

Resumindo, o relatório recomenda não comprar ações Ambev no momento em que foi escrito. O motivo é que o indicador Preço/Lucro estava muito alto em 27. Eles dizem que o ativo se torna interessante quando for negociado por volta de R$16,00.

Você Me Pergunta, E Agora, O Que Você Acha?

Bem, vou dizer o que eu acho. Mas não é recomendação de nada OK? Só vou falar um pouco o que acho.

Mas antes, só queria dizer que não cuido balanços trimestrais. Tem muita distorção, sazonalidade, enfim acho um período curto pra olhar. Cuido os resultados uma vez por ano. Acho que é melhor assim do que se estressar com trimestrais. Sugiro a você que faça o mesmo, vá ser feliz e cuide uma vez por ano. 🙂

Lucratividade e Patrimônio

Receita Líquida Lucro Líquido Margem Líquida ROE Patrimônio Líquido
2016 45.602 13.083 29% 28% 46.651
2015 46.720 12.879 28% 26% 50.333
2014 38.079 12.362 32% 28% 43.644
2013 34.791 11.354 33% 26% 43.997
2012 32.231 10.642 33% 36% 29.923
2011 27.126 8.719 32% 34% 25.828
2010 25.233 7.619 30% 31% 24.564
2009 23.194 5.988 26% 27% 22.296
2008 20.899 3.066 15% 18% 17.414
2007 19.648 2.863 15% 16% 17.607
2006 17.613 2.797 16% 14% 19.490
2005 15.958 1.528 10% 8% 19.989
2004 12.006 1.165 10% 7% 17.194
2003 8.683 1.414 16% 31% 4.504
2002 7.325 1.462 20% 35% 4.208
2001 6.525 784 12% 23% 3.452
2000 5.250 736 14% 21% 3.589

Acho que não preciso comentar sobre os números. Eles falam por si mesmos. Note o crescimento da receita líquida. Note o crescimento do lucro, olhe a margem líquida e o ROE.

É uma empresa com alta lucratividade. De 2015 pra 2016 diminuiu a receita mas o lucro líquido aumentou. A margem líquida é fantástica. É a neurose da empresa por cortar custos. E funciona!

Olha a evolução do patrimônio líquido! Muita gente deve ter ficado rica com essa ação.

Dívida

Disponibilidades Dívida Bruta Dívida Líquida
2016 8.159 5.396 -2.763
2015 13.835 3.599 -10.236
2014 10.435 2.622 -7.813
2013 11.574 2.894 -8.680
2012 9.402 3.143 -6.259
2011 8.269 4.102 -4.167
2010 6.978 6.770 -208

 

Dívida? Acho que a empresa nem sabe o que é isso. A dívida líquida é sempre negativa, ou seja sempre tem mais disponibilidades (dinheiro em caixa) do que a dívida bruta.

Vamos ver o fluxo de caixa que aqui nem tem o que falar.

ações ambev

Fluxo de Caixa

Fluxo de Caixa Operacional Fluxo de Caixa de Investimento Fluxo de Caixa de Financiamento Fluxo de Caixa Total Fluxo de Caixa Livre
2016 12.344 -5.897 -11.645 -5.198 6.447
2015 23.580 -5.997 -15.327 2.256 17.583
2014 15.895 -4.768 -13.143 -2.016 11.127
2013 15.245 -3.802 -9.385 2.058 11.443
2012 14.128 -5.717 -7.652 759 8.411
2011 12.606 -2.203 -8.651 1.752 10.403
2010 10.062 -3.132 -4.903 2.027 6.930
2009 8.697 -1.551 -5.928 1.218 7.146
2008 6.933 -2.694 -3.484 755 4.239
2007 7.918 -2.202 -4.825 891 5.716
2006 5.985 -3.785 -1.468 732 2.200
2005 4.149 -1.619 -2.973 -443 2.530

Note o fluxo de caixa livre sempre positivo. Isso é o dinheiro das atividade operacionais depois dos investimentos. Note que ele é sempre positivo.

Isso faz com que sobre sempre dinheiro para deixar o endividamento controlado. Veja que o fluxo de caixa de investimento está sempre negativo, ou seja, a empresa não está tomando dinheiro emprestado.

Quando vimos a dívida, pudemos notar que a dívida líquida era sempre negativa. Isso quer dizer que sempre existe mais dinheiro em caixa do que a dívida bruta.

A empresa tem forte geração de caixa, ela realmente faz dinheiro. Com muito dinheiro em caixa ela foi expandindo seus negócios com a aquisição de outras empresas. Sem precisar se endividar!

Isso é realmente fantástico nessa empresa. Com o próprio dinheiro gerado nas suas atividades operacionais ela vai crescendo o seu negócio. Assim ela não precisa fazer grandes empréstimos para comprar outras empresas.

Então, o que dizer das ações Ambev?

Na real eu acho que não tem como não ter ações Ambev em carteira. Em uma carteira de ações eu acho que a Ambev deve ter sim um percentual generoso.

A empresa é boa e os números demonstram isso. É verdade que o desempenho passado não garante o futuro, mas aí eu pergunto a você. O que garante o futuro? A resposta é NADA!

Não podemos prever o futuro e no futuro a Ambev pode falir ou dobrar de tamanho. Não sei! Mas o que pudemos ver é que ela vem sendo administrada de boa forma. Prefiro dizer que no último ano os resultados não pioraram, ficaram menos bons.

Mas realmente não temos como saber o quanto ganhar com as ações Ambev. Se soubessemos não seria renda variável, seria renda fixa.

Tá mas o Preço/Lucro não está alto?

Veja essa reportagem de junho de 2012. Nela o jornal Valor Econômico fala que o Preço/Lucro estava em um dos patamares mais altos desde 2004. Que o futuro da empresa era incerto e que a ação estava esticada.

Nessa época a ação estava em torno de R$11,00 e hoje está em torno de R$18,00. O patrimônio líquido no ano de 2012 foi de quase uns 30 bilhões de reais e em 2016 foi mais de 46 bilhões e meio.

Tem gente que tá esperando Ambev baixar para comprar faz uns 15 anos. Será que daqui a uns 15 anos não vamos ter desejado comprar ações Ambev hoje?

Na boa, acho que o Preço/Lucro interessa pra quem vai fazer uma grande compra. Para o pequeno investidor que compra um pouco todo mês isso não faz a menor diferença.

E se a empresa não crescer como antes?

Digamos que no futuro ela não cresça como vem crescendo. Mas que mantenha a grande geração de dinheiro através de seu potente fluxo de caixa.

Qual é exatamente o problema? Ela vai engordando o caixa com dinheiro mas não consegue comprar mais outras empresas e nem expandir os negócios.

Se isso acontecer é bem provável que os dividendos aumentem. Pra que a empresas vai ficar com um monte de dinheiro no caixa parado? Vai distribuir pro acionista! Pode diminuir o retorno mas mesmo assim vai ser bom.

Como fazer pra comprar?

Digamos que você definiu uma carteira com 10 empresas onde tem 10% do capital em cada uma. Uma dessas empresas é a Ambev.

Vá comprando Ambev até ficar perto dos 10%, quando ela ficar em torno de 10% da carteira então pare de comprar Ambev e compra das outras. Se as outras dispararam e a Ambev ficou pra trás compre Ambev. Se a Ambev ficou pra trás porque o preço caiu compre Ambev.

Assim você tende a comprar mais ações quando o preço está mais baixo. Quando está mais alto não compra.

Vai fazendo assim e acompanhando as demonstrações financeiras uma vez ao ano. Se os números estão bons continue assim, se começa a dar prejuízo pare de comprar. Se ficar ruim mesmo vá saindo aos poucos.

Faça isso de forma tranquila e seja feliz. Se você tem uma boa carteira e controla risco não tem por que se estressar.

 yes

Finalizando

É isso, acho que respondi a pergunta do título do post. Acho que ainda vale a pena investir em ações Ambev. Claro que não pode ter Ambev. Tenha também Ambev, e acompanhe uma vez por ano sem histeria.

Não fica esperando o Preço/Lucro baixar. Vá comprando aos poucos. Pra quem não vai comprar milhões acho que o Preço/Lucro não deve gerar estresse.

É claro que tudo pode piorar pois não dá pra ter certeza de nada. Mas se você investe em ações tem que aceitar isso. Se não aceita é melhor investir em renda fixa, não em ações.

Quer saber mais sobre análise de empresas? O curso “O Investidor de Sucesso” tem um módulo que fala somente sobre como escolher as melhores ações pra compor a sua carteira.

Você pode também dar uma olhada no livro “Analisando Empresas e Investindo em Ações“, e também no livro “Ações – Análise de Empresas“. Ou ainda dar uma olhada nos posts aqui do blog.

É isso, espero que tenha ajudado. E você também acha a mesma coisa? Deixe o seu comentário.

2 comentários em “Ações Ambev, Ainda Vale a Pena Investir?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *